HORA E DATA !

sexta-feira, 27 de julho de 2012

  Dilma ouve de Blatter que é preciso acelerar obras da Copa-14


  Uma reunião incluída em cima da hora na agenda da presidente Dilma Rousseff, ontem, em Londres, serviu para o mandatário da Fifa, Joseph Blatter, demonstrar mais uma vez sua preocupação com os preparativos para a Copa do Mundo de 2014.
"Algumas cidades ainda estão marcadas em vermelho", afirmou Blatter. Segundo ele, o Brasil precisa acelerar o ritmo para a Copa.


    A declaração provocou irritação no ministro do Esporte, Aldo Rebelo. Depois de sair da reunião, ele afirmou não concordar com a afirmação do presidente da Fifa.


"Não há cidades em vermelho. As obras estarão prontas e serão entregues para a Copa do Mundo", declarou.


Após críticas de Blatter e resposta de Rebelo, a Fifa divulgou uma nota sobre o encontro. O fim do comunicado traz uma mudança em relação ao que foi dito por Blatter: que há "estádios", e não cidades, em vermelho.


A reunião entre Dilma e Blatter ocorreu no hotel Ritz, onde a presidente está hospedada. A conversa não estava na agenda oficial divulgada anteriormente. Ela foi inserida em cima da hora a pedido de ambos, segundo os assessores de Dilma.


Blatter disse que a reunião de ontem fez parte dos encontros periódicos que combinou ter com a presidente Dilma desde o mal-estar causado pela declaração do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, de que o Brasil precisava de um "chute no traseiro" para acelerar os trabalhos.


Questionado pelos jornalistas, Blatter não fez nenhuma questão de esconder que os problemas enfrentados na organização da Copa de 2014 foram um dos principais temas abordadas na reunião. "Nós falamos dos atrasos."


De acordo com o dirigente da entidade que controla o futebol mundial, os trabalhos de fiscalização da Fifa mostram que há cidades que ainda precisam sair do vermelho, passar para o amarelo e, por último, chegar ao verde. "Existem ainda muitas coisas a fazer", insistiu o cartola.


Blatter, porém, não quis mencionar quais sedes preocupam a Fifa. Num discurso político, buscou destacar o poder econômico do país para dizer que tudo dará certo e ficará pronto a tempo.


"Isso não é algo novo numa organização de uma Copa do Mundo", disse, em relação às preocupações. "Eu tenho certeza de que no fim tudo será feito", afirmou.


Para Rebelo, é normal a demonstração de preocupação com as obras da Copa. "A palavra preocupação é uma armadilha do vernáculo porque quando você diz que está preocupado parece que tem um problema grave. Então vamos procurar outra expressão vernacular", afirmou o ministro.


Dilma não comentou ainda as declarações de Blatter. Prometeu dar uma entrevista hoje, quando poderá se manifestar sobre os temas discutidos na reunião.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Luxa comemora boa fase do time Gremista com vitória sobre o Fluminense
Treinador pede para time manter o foco 



Após o Grêmio vencer o Flu e chegar a quatro jogos seguidos com vitória, o treinador Vanderlei Luxemburgo exaltou o time e pediu para os jogadores viverem o bom momento no Campeonato Brasileiro. 

"Já falei com eles agora. Toma duas porradas, volta tudo (críticas) de novo. Agora todo mundo acha que o time está muito bom. Temos que continuar crescendo e ir atrás do objetivo, que é a classificação para a Libertadores, com os pés no chão. Agora, viver feliz no futebol é muito legal. A cobrança te deixa sisudo. Que eles degustem da vitória. Que vá ao restaurante, vá na igreja, vá no p**ero que não tem problema, de vez em quando", comentou o técnico Vanderlei Luxemburgo. O Treinador também reclamou dos "Microfones Ambientes" espalhados pelo campo, no qual capitam muitas frases dele, "-- Ja falei com eles, jogador não tem que pedir com gentileza, tem que manda pra casa do Casse**, dai eu falo, as pessoas ouvem e me chamam de Mal-Educado, disse Luxa.

O treinador disse que o resultado de 1 a 0 tem que ser valorizado. "A dificuldade foi porque foi contra grande equipe. Temos sempre a mania de ver defeito. O Abel viu nosso ataque, pegou nosso ataque e os laterais. Fecharam a equipe para jogar no contra-ataque. Tivemos paciência para ganhar o jogo. Não recordo de uma grande defesa do Marcelo. Tivemos o controle do jogo. Tirando uma ou outra ida de velocidade, o Fluminense não fez nada", avaliou Luxemburgo.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Nome de filhote de anta nascido no zoo de Sapucaia do Sul será escolhido pelo público

População terá até o dia 13 de agosto para votar entre as opções: Luna, Guria ou Maga


Nome de filhote de anta nascido no zoo de Sapucaia do Sul será escolhido pelo público Divulgação/Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul
                                                                ( awwn *---* )

  Um filhote de anta, que nasceu no último dia 13, no Parque Zoológico de Sapucaia do Sul, terá o nome escolhido em votação popular. A população poderá votar entre três opções previamente selecionadas para a fêmea de 10 dias de vida: Luna, Guria ou Maga.

Em 50 anos, mais de 20 exemplares do maior mamífero terrestre brasileiro nasceram no zoo. A espécie encontra-se classificada em "risco extremamente alto de extinção" no Estado. A caça e o desmatamento são apontados como fatores para o declínio da população de antas no Rio Grande do Sul.

— Se as populações desse mamífero continuarem diminuindo, a espécie poderá vir a ser considerada extinta no RS, sendo apenas encontrada em outros Estados ou em cativeiro — afirma a especialista em mamíferos do Museu de Ciências Naturais da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, Lilian Hoffmann.

A votação pode ser feita até o dia 13 de agosto no setor de Atendimento ao Público do Parque ou pelo e-mail.
Dados Técnicos 
Nome científico: Tapirus terrestris 

Família: Tapiridae

Peso: 220 a 250 quilos

Longevidade: 30 anos 

Gestação: 13 meses 

Crias por parto: 1

Alimentação: Herbívora

Habitat: Florestas e Cerrado

Distribuição: Venezuela, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Guiana Francesa, Suriname, Brasil, Paraguai e norte da Argentina.

Autor do massacre do Colorado se apresenta em tribunal

A audiência teve como objetivo informar James Holmes das consequências legais do atentado


Autor do massacre do Colorado se apresenta em tribunal -/AP Photo/Denver Post,RJ Sangosti,Pool





O acusado de matar 12 espectadores durante a estreia do último filme do Batman, em Aurora, no estado do Colorado, se apresentou na manhã desta segunda-feira em um tribunal norte-americano.
Com os cabelos pintados de vermelho e acompanhado de uma advogada, foi a primeira aparição pública de James Holmes depois do massacre que entristeceu e apavorou os Estados Unidos e o mundo na última sexta-feira.
– O senhor está proibido de chegar perto as casas das vítimas e de familiares e amigos das vítimas – informou o juiz responsável pela audiência.
Na audiência, o acusado não foi julgado culpado ou inocente. A acusação oficial ocorre no próximo dia 30, quando será apresentado um relatório oficial e aprofundado das acusações contra Holmes.
O jovem de 24 anos permaneceu em silêncio e não respondeu ou questionou as informações que lhe foram dadas em nenhum momento. Holmes permaneceu com a cabeça baixa e o olhar parado.
A audiência tem como objetivo principal informar Holmes das consequências legais do atentado e de seus direitos como acusado. Familiares e amigos das vítimas estavam presentes no lado externo do tribunal onde Holmes se apresentou. 

Nova pesquisa realizada na capital Gaúcha Coloca Fortunati na liderança com 38% e Manuela tem 30% 


Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada neste sábado pelos jornais Folha de S. Paulo e Zero Hora mostra a liderança do atual prefeito, José Fortunati (PDT), na disputa pelo comando de Porto Alegre  (RS). Com 38% das intenções de voto, ele aparece à frente da candidata do PCdoB, Manuela D'Ávila, que atingiu 30%, e do petista Adão Villaverde, com 3% .
    Em quarto lugar aparece o candidato do Psol, Roberto Robaina, com 2%, seguido de Jocelin Azambuja (PSL), com 1%. Wambert Di Lorenzo (PSDB) e Érico Corrêa (PSTU) não pontuaram. Brancos, nulos ou nenhum atingiram 10%. Já os entrevistados que ainda não sabem em quem votar somaram 15%. 
A pesquisa, encomendada pelo Grupo RBS e pelo jornal Folha da S. Paulo, ouviu 829 entrevistados no período de 19 a 20 de julho. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TER) com o número RS-00040/2012.

Durante eleições, Presidenta Dilma planeja viagens ao exterior

Presidenta planeja visitas a países latino-americanos e europeus e uma possível volta à África


 (As eleições municipais, cujas campanhas começam a esquentar em agosto, não devem travar essa agenda de Dilma)


Dilma Rousseff durante coletiva de imprensa na Rio%2B20 Brasília - A presidenta Dilma Rousseff pretende usar o segundo semestre de 2012 para acelerar seu calendário de viagens internacionais. Além dos eventos obrigatórios de que tem de participar, ela planeja visitas a países latino-americanos e europeus e uma possível volta à África.

As eleições municipais, cujas campanhas começam a esquentar em agosto, não devem travar essa agenda. Ao contrário, Dilma pensa em usar os compromissos externos para evitar cobranças de apoio a candidatos a prefeito.
Dilma já definiu: vai participar apenas das campanhas de Belo Horizonte, onde se envolveu diretamente na articulação política que levou ao lançamento da candidatura do petista Patrus Ananias, e em São Paulo, para tentar ajudar seu ex-ministro da Educação Fernando Haddad.
O principal cabo eleitoral na capital paulista será mesmo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, patrono da candidatura, mas Dilma pretende dar seu apoio a Haddad não apenas em programas eleitorais. Nas demais cidades, a presidenta quer manter distância das campanhas para evitar confusão na sua base eleitoral. A agenda internacional aparece como desculpa perfeita. Não há ainda nenhuma data ou algo mais concreto além dos eventos tradicionais, como a Assembleia Geral das Nações Unidas - setembro, em Nova York - e o encontro do Mercosul para selar a entrada da Venezuela no bloco em 31 de julho - e esta nem viagem será, pois foi transferida do Rio para Brasília.
Agenda cheia
A presidenta, no entanto, planeja, uma agenda cheia. Estão nos planos um pouco mais de atenção aos vizinhos sul-americanos, incluindo possivelmente o Uruguai, a Colômbia e o Peru, onde foi ver a posse do presidente Ollanta Humala.
Até agora, Dilma visitou apenas a Argentina, sua primeira viagem internacional, e a Venezuela, quando juntou uma visita de Estado à participação na primeira Cúpula dos Estados Latino-americanos. No continente, também deve entrar a posse do novo presidente do México, Enrique Peña Nieto, em dezembro.
Do outro lado do Atlântico, Dilma quer voltar à África. Ela fez uma primeira visita, em outubro passado, a Angola e Moçambique - mas quer ampliar os contatos. Essa viagem pode acontecer em novembro, caso se confirme a realização da Cúpula África-América do Sul (ASA), na Guiné Equatorial.

Leonardo DiCaprio fuma cachimbo em nova imagem de "Django Livre"



A Weinstein Company disponibilizou uma nova imagem de “Django Livre”, filme de faroeste do cineasta Quentin Tarantino (“Bastardos Inglórios”). A imagem mostra Leonardo DiCaprio (“J. Edgar”) fumando um cachimbo e caracterizado como Monsieur Calvin Cadie, um charmoso e inescrupuloso fazendeiro que negocia escravos e ameaçador.
“Django Livre” presta homenagem ao gênero western spaghetti e acompanha um escravo (Jamie Foxx, de “Ray”) que se se junta ao caçador de recompensas Dr. King Schultz (Christoph Waltz, de “Água para Elefantes”) para libertar sua esposa (Kerry Washington, de “Quarteto Fantástico”) das mãos de Monsieur Calvin Cadie (DiCaprio).
A Sony Pictures lançará a produção em 25 de dezembro nos EUA e três semanas depois por aqui, em 18 de janeiro de 2013.
Pronunciamento na Integra do Dep. Federal Ronaldo Nogueira 
http://www.youtube.com/watch?v=1PYZOz98Z2o

Igreja Assembléia de Deus pretende eleger um 

vereador em cada cidade do Brasil – Confira




O projeto das Assembleias de Deus no Brasil, que segundo censo do IBGE é a igreja que mais cresce é de eleger um vereador em cada um dos municípios do Brasil nas Eleições/12, que somaria mais de 5.500 vereadores. Confira e comente…
Igreja que mais cresce no Brasil e com a maior representação na bancada evangélica do Congresso Nacional, a Assembleia de Deus prepara a sua ofensiva para as eleições municipais.
A expectativa da liderança deste grupo do movimento pentecostal é ter um vereador em cada uma das 5.565 cidades brasileiras.
Para alcançar o resultado, a igreja aposta em números revelados no recém-divulgado Censo 2010.
Dos 42 milhões evangélicos identificados pela pesquisa, 12 milhões são fiéis da Assembleia de Deus, que registrou um aumento de 4 milhões de pessoas em relação ao levantamento anterior do IBGE, de 2000.
A parcela populacional já encontrou ressonância política. Dos 76 deputados federais da Frente Parlamentar Evangélica, 24 são pastores, bispos ou seguidores engajados da Assembleia de Deus.
“Temos igrejas em 95% dos municípios e isso favorece a divulgação dos candidatos. Nosso projeto é ter um vereador em cada cidade do país”, revela o pastor Lélis Washington Marinhos, presidente do conselho político nacional da Convenção Geral das Igrejas Assembleia de Deus no Brasil (CGIADB).
“No Estado de São Paulo, monitoramos 250 candidatos a vereador. Mas, além deles, muitos outros membros da igreja entraram na disputa sem o nosso conhecimento, por iniciativa própria.”
As ações dos mais de 100 mil pastores da Assembleia de Deus espalhados pelo país estão subordinadas a duas organizações: a CGIADB, com sede em São Paulo, e a Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil (Conamad), conhecida como Ministério de Madureira.
Este último nome é uma referência ao bairro da zona norte do Rio onde surgiu a igreja de Manoel Ferreira, presidente da convenção.
As duas entidades seguem a mesma doutrina religiosa. Na política, adotam estratégias eleitorais separadas, mas atuam em um só bloco no Congresso. O investimento em campanhas eleitorais é parte de uma transição em curso na Assembleia de Deus.
“A mentalidade mudou nos últimos 20 anos. Antigamente, ouvir rádio ou ver TV era considerado pecado. Hoje entendemos que são dois veículos extraordinários para a pregação do evangelho”, avalia o pastor Abner Ferreira, um dos líderes da Convenção Nacional.
“A Assembleia de Deus atrai fiéis com o discurso da austeridade, a defesa da família, enquanto outras igrejas pentecostais apostam na teologia da prosperidade, a promessa de melhoria de vida”, diz o cientista político Cesar Romero Jacob, autor do “Atlas da Filiação Religiosa”.
“Nós não temos apenas um líder. A igreja não é centralizada na figura de uma só pessoa. O objetivo é formar líderes para chegar onde o povo está. Por isso em qualquer gueto tem um templo da Assembleia de Deus.”