HORA E DATA !

sábado, 19 de outubro de 2013

ANIVERSSÁRIO

Câmara homenageia aos 89 anos da Igreja Assembléia de Deus

Por iniciativa do vereador Elizandro Sabino (PTB), a Câmara Municipal de Porto Alegre homenageou, no início da noite desta sexta-feira (18/10), a passagem dos 89 anos da Igreja Assembléia de Deus em Porto Alegre. Presidida pelo vereador Dr. Thiago Duarte a Sessão Solene contou com a presença do presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Porto Alegre Ubiratan Batista Job, do prefeito José Fortunati, do secretário de Estado da Economia Solidária do Rio Grande do Sul, Mauricio Dziedricki, do deputado estadual Jurandir Maciel e do deputado federal Ronaldo Nogueira.





A atividade contou ainda com a presença dos vereadores Cássio Trogildo (PTB), Idenir Cecchim (PMDB),  Reginaldo Pujol (DEM) e da vereadora Luiza Neves (PDT) que também faz parte da Assembléia de Deus. Após a sessão houve a apresentação do Coral e da Orquestra da Assembléia de Deus, sob a regência do maestro Davi Coelho.


História

Elizandro Sabino fez um relato histórico da Assembléia de Deus no Mundo, no Brasil e no Estado. Lembrou que a Igreja foi fundada há 103 anos no Brasil, no dia 19 de novembro de 1910 pelos missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg, que aportaram em Belém, capital do Estado do Pará, vindos dos Estados Unidos.


No Rio Grande do Sul, destacou Sabino, a Igreja teve a sua trajetória iniciada em 3 de Fevereiro de 1924, quando os também missionários suecos Gustavo e Elisabete Nordlund e sua família iniciaram o trabalho de evangelização em Porto Alegre, em uma casa situada na Rua Maryland, esquina com Eudoro Berlink, no bairro Mont’ Serrat.

Sabino ainda recordou que o primeiro culto no Rio Grande do Sul foi realizado no dia 15 de abril de 1924, em uma casa situada na Rua Maryland, esquina com a Rua Eudoro Berlink, no bairro Mont’ Serrat, em Porto Alegre. Nesta ocasião, o culto foi assistido por apenas uma pessoa, um idoso de 70 anos chamado José Corrêa da Rosa, que havia chegado ao local para abrigar-se de um forte temporal, no entanto, após ouvir a Palavra de Deus, converteu-se a Jesus Cristo, sendo batizado em águas por imersão, tornando-se o primeiro membro da futura Igreja Assembléia de Deus em Porto Alegre.


O vereador reverenciou o trabalho social feito pelo Orfanato Lar Esperança, que atende a crianças portadoras do vírus HIV e do Asilo de Amparo a Velhice Gustavo Nordlund, entre outras atividades desenvolvidas pelos seguidores da Assembléia de Deus.


Ao se manifestar, o prefeito José Fortunati destacou a presença da Assembléia de Deus nas comunidades mais pobres, mais carentes da cidade, realizando um trabalho religioso e social de semeadura em solo fértil da palavra de Deus, “que se desenvolve contra a maré, porque infelizmente os novos tempos são voltados às novas tecnologias em uma mídia que estimula o consumismo e valores menores”.  É um trabalho que se materializa no cotidiano dessas comunidades, “que não é vista a olhos, mas profundamente é sentida no coração, na mente e na alma desses irmãos que eram descrentes”.



Superação

Em nome da Assembléia de Deus de Porto Alegre, o pastor Ubiratan Batista Job, rendeu as homenagens aos pioneiros, que vieram de um País diferente e enfrentaram as dificuldades de adaptação, especialmente no Norte e Nordeste Brasileiro, “mesmo que não compreendidos, perseguidos, mal tratados, mas que souberam honrar a fé pentecostal se superando para que essa semente fosse germinada e, no tempo certo, acabasse por germinar”.

De acordo com o pastor, isso ocorreu em todo o País e também no Rio Grande do Sul. Ele também destacou que ao longo do tempo as mesmas autoridades que antes davam de ombros e não agiam contra o preconceito hoje vêem no trabalho da Igreja o valor da simplicidade e resultado alcançado. “Até mesmo as igrejas tradicionais, que antes nos criticavam, hoje vem aprender com a Assembléia de Deus”, finalizou lembrando que “as obras sociais dos irmãos assembleianos são a materialização da fé para ajudar aqueles que vivem nos bolsões da nossa cidade e de outras espalhadas pelo País”.


A Assembléia de Deus de hoje

Dados registrados em 2010, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE,  no Brasil, o número de evangélicos havia crescido 61,45% nos últimos dez anos, totalizando um pouco mais de  quarenta e dois milhões de fiéis (42.275.440), sendo doze milhões (12.314.410) da Igreja Assembléia de Deus.

 No estado do Rio Grande do Sul, o número de evangélicos da Assembleia de Deus, em 2010, totalizava 408.894 fiéis, sendo destes 38.647 residentes na cidade de Porto Alegre. Presidida pelo Pastor Ubiratan Batista Job, desde o dia 7 de julho 2003, a Igreja Assembléia de Deus, atualmente possui quarenta Distritos e cerca de duzentos e oitenta congregações na cidade de Porto Alegre.


FONTE: (SAITE OFICIAL CÂMARA MUNICIPAL) - FOTOS. (FACEBOOK/SABINO-NEVES-MAURICIO)

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Dia Nacional do Blogueiro ? Apoiado ! rsrsr

Dep. Federal e Presidente da CDHM Pastor Marco Feliciano propõe o Dia Nacional do Blogueiro
O dia proposto é 7 de junho quando também é comemorado o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa


Os deputados André Moura (PSC-SE) e Marco Feliciano (PSC-SP) apresentaram um projeto para a criação do Dia Nacional do Blogueiro. Na justificativa eles comentam a importância desses escritores que “exercitam a verdadeira liberdade de imprensa”.
Marco Feliciano propõe o Dia Nacional do BlogueiroA data proposta por eles para comemorar o dia dos blogueiros seria o dia 7 de junho quando também é comemorado o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa.
Os autores do projeto de lei 6555/2013 falam sobre a importância da internet e de como ela ajudou a aproximar as pessoas. “Vivemos em um mundo de constantes transformações, a cada geração mudam-se as formas de se relacionar e de viver em sociedade. Nossa geração ficará marcada pelas mudanças causadas pela internet, que trouxe novas formas de comunicação, os comunicadores instantâneos como o email, o chat, as redes sociais, os blogs, entre outros.”
Eles acreditam que os blogueiros mereçam esse reconhecimento pelo serviço prestado à sociedade. “Esta proposição tem como objetivo reconhecer a atividade e importância dos blogueiros que exercitam hoje a verdadeira liberdade de imprensa, merecem nosso respeito e reconhecimento e prestam um grande serviço à sociedade e à democracia.”
O projeto de lei 6555/2013 foi apresentado nesta quinta-feira (10) e deve levar alguns meses até que seja debatido no plenário.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

CDHM VETA GAYS EM IGREJA.

Comissão de Feliciano aprova projeto que permite igreja vetar gays

Projeto ainda passará pelo CONGRESSO, Caso seja aprovado. Projeto protegerá: padres, pastores, bispos, etc,  de problemas com a justiça.






A Comissão de Direitos Humanos da Câmara aprovou hoje (16) o projeto de lei que pode livrar igrejas, padres, bispos e pastores de problemas com a justiça. Eles não podem ser enquadrados na “lei de discriminação” se decidirem vetar a presença e participação de pessoas que estejam “em desacordo com suas crenças”.
A proposta foi comandada pelo Presidente deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que recentemente precisou intervir e dar voz de prisão a ativistas homossexuais que perturbaram cultos onde ele estava pregando.
De maneira prática, os líderes religiosos não serão criminalizados se recusarem realizar casamentos homossexuais, batizados ou outras cerimônias de filhos de casais gays. Vale até mesmo caso eles não queiram aceitar a presença dessas pessoas nos templos.
O projeto de lei foi encaminhado pelo deputado Washington Reis (PMDB-RJ). Ele altera a chamada “lei de discriminação”, assinada em 1989 que prevê prisão de um a três anos. As pessoas responderiam pelo crime de “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Segundo os parlamentares, a lei está sendo usadas por homossexuais que alegam discriminação.
“Deve-se a devida atenção ao fato da prática homossexual ser descrita em muitas doutrinas religiosas como uma conduta em desacordo com suas crenças. Em razão disso, deve-se assistir a tais organizações religiosas o direito de liberdade de manifestação”, justifica Reis.
Apoiando o projeto o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) deu seu parecer: “O alcance da lei, antes voltado mais à questão racial, tem sido ampliado, tendendo a estender proteção também à prática homossexual. Assim, [a proposta] esclarece melhor o alcance da referida norma ao diferenciar discriminação de liberdade de crença”. Para ele, “As organizações religiosas têm reconhecido direito de definir regras próprias de funcionamento e inclusive elencar condutas morais e sociais que devem ser seguidas por seus membros”.
No primeiro momento o texto foi aprovado pela comissão hoje formada em sua maioria por membros da chamada “bancada evangélica”.  Agora, segue para votação na Comissão de Constituição e Justiça. Se passar, segue para a plenária. É sabido que o PT e os partidos da base do governo são contrário à criação de uma lei específica relacionada à discriminação de gays.
Com informações de Folha de SP. (Fonte Gospel Prime)

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Cura do Alzheimer !?

Otimismo com descoberta para cura do Alzheimer se justifica?
Cérebro afetado pelo Alzheimer (SPL)
(reação testada em ratos imagem ao lado)
Manchetes que anunciam "cura do Alzheimer" ou "grande descoberta em Alzheimer" são comuns e, nesta semana, mais uma se juntou a elas.Pesquisadores britânicos descobriram a primeira substância química capaz de evitar a morte do tecido cerebral em uma doença que causa degeneração dos neurônios.

Ainda são necessárias mais pesquisas para desenvolver uma droga que possa ser usada por doentes. Mas os cientistas dizem que um medicamento feito a partir da substância poderia tratar doenças como Alzheimer, Mal de Parkinson, Doença de Huntington, entre outras.
O jornal britânico The Times anunciou "Cura para o Alzheimer 'está ao alcance'" na primeira página. O The Independent saiu com "Cientistas comemoram descoberta histórica na guerra contra o Alzheimer".
Apesar de não se tratarem de manchetes novas, uma grande diferença desta vez é que cientistas cautelosos estão sugerindo que a última descoberta pode ser realmente histórica.
Quase todas as notícias publicadas sobre o assunto têm uma frase do professor Roger Morris, do King's College de Londres.
"Suspeito que esta descoberta será julgada pela história como um momento decisivo na busca de medicamentos para controlar e evitar o Alzheimer", disse o cientista.

Momento importante
A fonte primordial de tanta animação é que a substância química descoberta suspendeu a morte de células do cérebro em um cérebro vivo, que, de outra forma, teria morrido devido a uma doença neurodegenerativa.
Quando entrevistei o professor Morris na noite de quarta-feira, ele usou a palavra "marco" várias vezes.
No estudo do Conselho de Pesquisa Médica na Universidade de Leicester, foram usados camundongos com uma doença semelhante à forma humana da doença da vaca louca. Dentro de oito semanas, os cérebros dos camundongos se deterioraram tanto que a memória e os movimentos estavam afetados. Na 12ª semana, os camundongos estavam mortos.
Mas, quando outros camundongos infectados com a mesma doença receberam um "composto parecido com medicamento", eles sobreviveram às 12 semanas sem sinais de morte de tecido cerebral. A substância química também causou efeitos colaterais como perda de peso e diabetes.
Outra fonte de otimismo são as implicações desta descoberta.
A substância química ajuda o cérebro a lidar com a produção de proteínas defeituosas. O Alzheimer tem uma proteína deformada específica, assim como o Mal de Parkinson e a Doença de Huntington.
A resposta do cérebro a todas estas doenças é suspender a produção de proteínas, mas isto acaba matando as células do cérebro. A substância química descoberta ajuda as células do cérebro a ignorar estas proteínas deformadas, e a continuar funcionando, vivo.

Traços em comum
No passado, a pesquisa em doenças neurodegenerativas se concentrou no que era único àquelas doenças. Esta abordagem analisa o que todas têm em comum. E, se a descoberta realmente funcionar, então levanta a possibilidade de um único medicamento para curar ou evitar quase todas as formas de neurodegeneração.
"Se (a substância) paralisa a degeneração do cérebro, vai parar a doença em pessoas que já têm. E se podemos detectar a doença cedo, vai evitar muita degeneração", afirmou Giovanna Mallucci, que liderou a pesquisa.
"A esperança é deter a morte de células do cérebro e isto é o que é tão animador", acrescentou.
Vale destacar que as descobertas precisas do estudo, uma substância química tóxica que os pesquisadores sequer chamam de medicamento, paralisa a morte de células do cérebro em camundongos.
Claramente, isto não é uma cura, mas abre caminho para uma. Dá às companhias farmacêuticas e cientistas algo para trabalhar.
Este processo levará tempo, provavelmente mais de uma década, sem garantias de sucesso no final.

Exemplos

Na história recente da pesquisa médica há muitos exemplos de medicamentos que pareciam promissores em camundongos, mas acabaram decepcionando quando testados em humanos.
Esta substância química funciona em um cérebro de camundongo, que tem 75 milhões de neurônios. Um cérebro humano, mais complexo e com 85 bilhões de neurônios, é muito diferente.
Simon Ridley, chefe do setor de pesquisa da organização de caridade britânica especializada em Alzheimer, Alzheimer's Research UK, disse à BBC que os pacientes terão que esperar muito.
"Temo que (a espera) será mais longa do que qualquer um de nós gostaria. Acredito que há muitas pessoas que estão desesperadas por qualquer notícia sobre novos tratamentos, que eles gostariam de fazer hoje", afirmou.
"Acho que neste estágio poderíamos esperar uma década antes de sabermos se será eficaz", acrescentou.