HORA E DATA !

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

+ #Greve #Fortunati #Confirma #Passagem #Vai #Subir #Março

Prefeito de POA José Fortunati confirma reajuste no preço da passagem de ônibus para Março

O novo valor será apresentado após o término do impasse entre rodoviários e empresários

 O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, confirmou em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade na manhã desta sexta-feira (7) que a tarifa do transporte coletivo da Capital sofrerá reajuste em 2014. Sem indicar o percentual (o que deve acontecer apenas no começo de março), o prefeito justificou que não há como manter o valor atual - de R$ 2,80. 

Nesta reestruturação da planilha, obviamente os percentual de reajuste será menor, mas vai acontecer. É impossível que isso não aconteça partindo do pressuposto de que os rodoviários recebam o que hoje está colocado, 7,5% de reajuste, R$ 19 de vale-alimentação. O óleo diesel subiu 8%. Mesmo que a gente faça uma revisão tarifária, de acordo com as orientações do Tribunal de Contas do Estado, é importante deixar claro que obviamente haverá elevação na tarifa do transporte", afirmou o prefeito.
Segundo Fortunati, o reajuste depende da resolução do impasse entre rodoviários e empresários. Ele explicou que 45% dos custos do transporte público estão ligados aos salários e vantagens dos trabalhadores.
"Qualquer pessoa que entenda um pouco de matemática sabe que, diante dos impasses entre rodoviários e empresários, na medida em que não temos uma definição sobre o salário, vale-alimentação, plano de saúde, é impossível hoje fazer uma projeção do valor do reajuste".
O prefeito confirmou ainda que em 5 de março será apresentada a licitação para o transporte público da Capital. Ele também falou que espera que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) tome uma decisão para colocar fim à greve, que se estende há 12 dias.  "Não dá mais para fazer de conta que a questão é apenas trabalhista se temos um milhão de pessoas prejudicadas", disse Fortunati.
 Nesta Greve as VANS-ESCOLARES, tomaram conta da Capital. Como forma de Transporte no Direito Constitucional de " Ir e Vir ". Ideia de ultima hora do Prefeito, e Elogiada pelo Governador Tarso Genro.


Greve dos rodoviários
A paralisação da categoria teve início no dia 27 de janeiro, com a manutenção de 30% da frota em circulação. No segundo dia de greve, os rodoviários decidiram pela paralisação total das atividades após a Justiça determinar que pelo menos 70% da frota circulasse nos horários de pico. Na quinta-feira, algumas empresas voltaram a colocar ônibus nas ruas, mas na sexta os sindicalistas descumpriram novo acordo com a Justiça e houve greve geral.
A prefeitura entrou com ação judicial pedindo apoio da Brigada Militar para garantir a saída dos ônibus das garagens e chegou a cogitar a utilização da Força Nacional de Segurança para resolver o impasse. No fim da tarde de sexta-feira, os rodoviários decidiram, em nova assembleia, manter a paralisação geral. No sábado, o prefeito José Fortunati anunciou o uso de vans escolares no transporte de passageiros na Capital. Uma nova proposta foi acordada entre empresários e rodoviários na segunda-feira. O acordo, porém, foi rejeitado pela assembleia da categoria.
FONTE (RBS/TV)

#Feliciano #Bolsonaro #Defesa #SHEHERAZADE

DEPUTADO PASTOR MARCO FELICIANO SAI EM DEFESA DE RACHEL SHEHERAZADE
A jornalista recebeu críticas por opinar a respeito do grupo de justiceiros do Rio de Janeiro

Depois de apoiar uma possível eleição do Deputado Jair Bolsonaro para assumir seu lugar como Presidente da CDHM, o deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP) se pronunciou nesta quinta-feira (6) em favor da jornalista Raquel Sheherazade, âncora do Jornal do Brasil no SBT.
Bolsonaro pode assumir a Comissão de Direitos HumanosA jornalista foi criticada no dia anterior pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP) por conta de sua posição a respeito do grupo de “justiceiros” que amarrou um adolescente nu no Rio de Janeiro.
Feliciano diz que não concorda com todos os posicionamentos da profissional, mas tem por ela “o mais profundo respeito” pela forma como ela expôs suas opiniões.
Marco Feliciano sai em defesa de Rachel Sheherazade
Na defesa, Feliciano lembrou a importância do trabalho jornalístico e condenou a atitude de censura do deputado do PSOL.
“Como responsabilizar a jornalista, ela não criou o fato, apenas informou, e manifestou com parcimônia o que todos nós sentimos uma insegurança generalizada, e ela apenas demonstrou compreensão pela atitude de pessoas ordeiras e de bem, que apenas extravasaram um sentimento que tem tomado grande parte da sociedade, já que autoridades legislativas não se preocupam em apresentar leis que realmente intimidem quem envereda para o crime, mas ao contrário, tentar atacar quem se indigna numa odiosa inversão de valores”, disse Feliciano.
O pronunciamento foi postado no site oficial do deputado evangélico na íntegra. Dando ao leitor a oportunidade de saber o que foi defendido na sessão da Câmara.
Ao que parece Ivan Valente defendeu a restrição do horário do jornal para evitar “o constrangimento público” causado pelas declarações de Sheherazade. Mas para Feliciano, o que deve ser restringido são as cenas de sexo e de violência comum na programação da TV brasileira.
“Se sua Excelência está tão preocupado com o horário apropriado para exibição de matérias jornalísticas que não venham a constranger o público, espero a mesma atitude desse senhor em relação à programação das emissoras onde se vê cenas fortes de sexo na novela das seis, programas com cenas de violência em tempo real todos os dias em qualquer horário.”
Outro ponto refutado foi a fala do deputado do PSOL que criminalizaria a jornalista por “defender” o grupo de justiceiros. Feliciano pede ironicamente para que ele não apenas faça o trabalho de Delegado de Polícia, como também penalize e mande prender a Sheherazede.
“Agora aviso aos navegantes e pescadores de aquário, atribuir um crime a alguém que não o tenha cometido é calunia, aí sim o feitiço pode virar contra o feiticeiro, como diz o velho adágio sem trocadilho.”
Assista o comentário da jornalista: