HORA E DATA !

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

#PT #Voltando Feliciano Não quer tentar Reeleição "... 1 Raio Não cai no mesmo lugar ... "

PT RETORNA A PRESIDÊNCIA DA "COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS"

Depois da tentativa do PP de indicar o Dep.Fed. Jair Bolsonaro a presidente do colegiado, o Partido dos Trabalhadores (PT) do governo atual, realizou manobras políticas para evitar que deputados conservadores Liderem a CDHM, como já presidida anteriormente por Feliciano. E Voltam ao poder da comissão novamente.

PT retoma presidência da Comissão de Direitos Humanos Depois da polêmica causada com a presidência do deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP) e com a tentativa do PP de indicar Jair Bolsonaro para o cargo, o PT resolveu voltar a comandar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

No final deste mês, quando acabar o recesso parlamentar, haverá a eleição anual para presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.


 Marco Feliciano já sabe que não será reeleito: “Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Espero que o PT dê mais valor agora à essa comissão, que eles abandonaram”.

Mesmo assim, o pastor deputado, fez um balanço positivo de sua atuação: “Apostaram que eu renunciaria, o que não fiz. Fui alvo do ódio e da intolerância, fui atacado na minha igreja e dentro de um avião. Recebi vários processos. Comecei o ano como o inimigo público número um. 

E termino como um dos cem brasileiros mais influentes segundo uma revista de circulação nacional”.


O partido do governo ficou com medo da eleição de Bolsonaro que já tinha apoio da bancada religiosa do Congresso.
Considerado inimigo dos movimentos homossexuais, o deputado do PP já estava enfrentado protestos virtuais e reais para desistir da Comissão.
Assim,  O PT e alguns parlamentares da base do Governo (PT) que retiraram-se da sessão quando presidida por Feliciano e Bolsonaro podem voltar a atuar no colegiado da Câmara. (incluindo o ex-presidente da comissão, Dep. Domingos Dutra PT.).
Para evitar perda de apoio o PT vai oferecer ao partido do Bolsonaro as comissões de Trabalho e Transporte, já a legenda de Marco Feliciano ficará com a Comissão de Esportes e Turismo.
A divisão partidária entre as comissões é feita pela proporcionalidade, os partidos com mais representantes na Câmara recebem mais comissões para liderar. Este ano o PT ficaria com quatro, mas para não deixar o PSC sem nenhuma comissão, eles se reuniram e decidiram ficar apenas com três.

(confira a POLEMICA entrevista do Dep. Bolsonaro, falando sobre a Comissão)
“O PSC ficaria sem comissão para presidir. E há uma reivindicação antiga de dividir a comissão de Esportes e Turismo, aproveitamos essa oportunidade”, disse o presidente da Câmara, o deputado Henrique Alves (PMDB-RN).
FONTE: (GospelPrime.com)